5 estratégias para se destacar dos concorrentes e como aplicar cada uma delas

5 estratégias para se destacar dos concorrentes e como aplicar cada uma delas

Tempo de leitura: 6 minutos

O avanço das tecnologias aliado a mudança de comportamento dos consumidores tornaram a tarefa de se destacar dos concorrentes uma busca constante. Isso porque, com a internet, as fronteiras e os limites foram derrubados, e hoje, a presença digital é uma necessidade. Segundo autores e estudiosos da área de marketing, como Longo (2015), hoje é necessário que as empresas tenham mais do que presença, mas sim, uma alma digital.

A boa notícia é que a quebra de fronteiras também facilitou o acesso à conhecimento de qualidade. Isso significa que hoje, a ideia do faça você mesmo ficou muito mais executável, já que é possível encontrar dicas do que e como fazer para obter melhores resultados no seu negócio, independente do seu segmento. Mas, para isso, é preciso conhecer o que cada estratégia tem a oferecer para o seu momento e perfil de empresa.

Seja para escalar as vendas, melhorar a comunicação interna ou a autoridade da sua marca, neste conteúdo você encontrará algumas estratégias que selecionamos para te ajudar a chegar lá. Além disso, te contamos abaixo de cada uma delas qual é o primeiro passo para aplicar. Afinal, é preciso entender por onde começar, certo? Você vai conferir como aplicar:

  1. Inbound Marketing
  2. Branding
  3. 5S
  4. Ciclo PDCA
  5. Gestão Ágil

Além disso, selecionamos links de outros conteúdos que você pode se inspirar para começar a aplicar as estratégias e se destacar dos concorrentes.

1. Inbound Marketing

O que é? 

O Inbound marketing é uma estratégia de marketing digital que tem como foco a criação de um relacionamento com o cliente. Sabe aquelas milhares de ligações e cartilhas que você recebia anunciando produtos que você nunca teria interesse em comprar? Esquece! No Inbound Marketing o foco é que o cliente se interesse e seja atraído pela sua história, seu produto ou alguma afinidade e interesse que vocês possuem em comum – seja ela um conteúdo, uma dica, um case, serviço ou produto. Nessa lógica, é ele que busca a sua empresa, e não o contrário. Por isso, as etapas do inboud marketing envolvem Atrair, Converter, Relacionar, Vender e Analisar.

Por isso, cada uma dessas etapas envolvem esforços de produção de conteúdo, criação de anúncios, melhorias nas posições dos buscadores, de formulários para a captação de dados, a criação de uma base de contatos, a nutrição desse relacionamento, o momento de venda e depois, análise e acompanhamento.

Primeiro passo para aplicar: como o inbound marketing direciona o foco para a atração, é preciso ter em mente que você precisará criar canais para interagir com seu público. Portanto, se quiser atuar com essa estratégia, é preciso que você tenha uma estrutura de marketing básica, como um site, redes onde interaja com seu público e um conhecimento de como ele se comporta. Por isso, para esse primeiro passo, as dicas são:

  1. Estruture uma equipe ou um planejamento de produção de conteúdo relevante para seu público;
  2. Estude o funcionamento do Google e trabalhe para que seu site tenha autoridade na rede;
  3. Entenda o momento certo de apresentar a sua empresa como uma solução ou alternativa para resolver uma dor ou necessidade do cliente.

2. Branding

O que é?

Definir a estratégia de branding em poucas palavras é uma tarefa difícil. Isso porque ela envolve o negócio como um todo, desde seu logotipo, embalagem, até o modo como se comunica com seu público. Quando se trata de Branding, estamos trabalhando com aquilo que faz a sua empresa ser reconhecida, admirada e próxima do seu público, solidificando seus valores e seus propósitos. Por isso, para implementar ações de branding você precisará realizar um estudo de suas forças e fraquezas, entendendo seu propósito, desafios e diferenciais.

Primeiro passo para aplicar:

  1. Para uma estratégia de branding forte é preciso olhar para dentro da empresa: tenho uma identidade visual compatível com o que eu quero ser? Estou realmente tirando os valores do papel e aplicando no dia a dia da minha empresa?
  2. Pensar só a curto prazo pode ser um problema para esse tipo de estratégia. Afinal, uma relação de admiração e confiança não se constrói da noite pro dia. Por isso, deixar claro a contribuição da organização para a sociedade, seja no dia a dia ou no desenvolvimento ou apoio de iniciativas relevantes, são formas interessantes de começar.
  3. Coesão e coerência são dicas valiosas na hora de aplicar essa estratégia. Esteja atento ao que você comunica com o que aplica dentro e fora da empresa.

3. 5S

O que é? 

A estratégia 5S  foi desenvolvida no Japão, e nasce para melhorar a qualidade dos processos industriais e produtos japoneses, visando o mercado internacional. No entanto, por trabalhar uma visão 360º, passou a ser utilizada em diversos contextos, até mesmo como metodologia para organização de instituições como empresas, escolas e até mesmo o ambiente familiar. Os sensos são: Senso de Utilização, Senso de Ordenação, Senso de Limpeza, Senso de Saúde e Padronização, Senso de disciplina e autodisciplina.

Primeiro passo para aplicar: Se seu objetivo for aplicar o 5S em sua empresa, uma boa forma de começar é estimular a divisão de grupos que irão coordenar as atividades de cada senso em todos os departamentos. A partir deles, é preciso realizar um diagnóstico dos problemas e verificar como cada senso pode atacá-los.

4. Ciclo PDCA

O que é?

Conhecido também como Ciclo de Deming, as siglas PDCA vêm do inglês, e significam Plan = Planejar, Do= Fazer, Check = Checar e Act= Agir. Essa estratégia segue bastante popular entre o ambiente empresarial, pois permite mais que um olhar atento para mudanças necessárias tanto nos processos internos quanto externos, tendo as práticas ancoradas na ação.

Primeiro passo para aplicar: O primeiro passo para a aplicação do PDCA é estudar e refletir os principais gargalos e problemas enfrentados pela empresa. A partir daí, planejar soluções, colocá-las em prática, checar seu funcionamento e agir para ajustá-los são etapas necessárias para a conclusão do ciclo.

5. Gestão Ágil

O que é?

A Gestão Ágil é uma metodologia inovadora que ataca o gerenciamento de projetos. Então, se você sente dificuldades com a gestão do seu negócio, essa é uma boa alternativa para conquistar melhorias. Basicamente, um objetivo ou projeto é dividido em frações menores, que duram menos tempo cada uma. A grande diferença é que ao final de cada etapa, há uma avaliação dos rumos, necessidades e dinâmicas deste projeto, tornando a estratégia mais dinâmica e compatível com as mudanças que podem surgir ao longo do processo.
Primeiro passo para aplicar: Para aplicar essa estratégia, esteja preparado para muito diálogo e interação, pois ela é a chave do sucesso. Todos os colaboradores precisam seguir o mesmo fluxo, empenhados em resoluções e práticas que agreguem valor para todos. Um bom caminho é realizar grupos de estudos com as lideranças da empresa para entender por completo a metodologia e montar um plano de aplicação, a partir de equipes ou mesmo dos departamentos, fazendo a gestão ágil deixar de ser só uma estratégia e passar a ser cultural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *